• Precisa de ajuda para encontrar algum conteúdo?

C > CASTRO, Ferreira de

José Maria Ferreira de Castro - (1898 - 1974)

ferreiradecastro

José Maria Ferreira de Castro nasceu em Ossela (Oliveira de Azeméis), a 24 de maio de 1898 e morreu a 29 de junho de 1974. Autor de uma obra literária que chegou a ter vasto reconhecimento nacional e internacional, reconhecimento que durou sensivelmente até ao seu desaparecimento, Ferreira de Castro deixou uma produção ficcional que, nalguns casos, deixa transparecer significativas marcas autobiográficas; pode dizer-se que, em certos aspetos, essa produção ficcional antecipa temas e situações sociais que o neorrealismo haveria de consagrar, do final dos anos 30 em diante e num quadro ideológico próprio.

A obra mais renomada de Ferreira de Castro é o romance A Selva (1930), justamente relacionado com a experiência pessoal do escritor, vivida, desde a adolescência, na Amazónia. Aí o romancista conheceu a dureza da vida no seringal e, depois dela, as agruras de trabalhador precário e explorado; no regresso a Portugal, Ferreira de Castro consagrou-se ao jornalismo, em paralelo com a vida literária, desenvolvida sobretudo a partir dos anos 20 e normalmente revelando uma acentuada dimensão social: Emigrantes (1928), Eternidade (1933), Terra Fria (1934), A Tempestade (1940), A Lã e a Neve (1947, este um título com claras afinidades neorrealistas) e A Curva da Estrada (1950). Em 1954, Ferreira de Castro publica A Missão, em geral considerada uma das suas obras mais elaboradas e complexas. Do filão brasileiro e amazónico o escritor colhe ainda os elementos para uma obra tardia, O Instinto Supremo (1968), completando-se assim a sua produção ficcional.

Registe-se ainda a faceta, normalmente menos apreciada em termos críticos, de repórter e de narrador de viagens, traduzida em Pequenos Mundos e Velhas Civilizações (1937), em A Volta ao Mundo (1944) e em As Maravilhas Artísticas do Mundo ou a Prodigiosa Aventura do Homem através da Arte (1958).

 

Personagem no Dicionário:

Manuel da Bouça (Emigrantes)